Como desenvolver a sua força interior

Aqui estão três instruções com as quais adquirir e aumentar a força da crença:1. Pensar sempre no sucesso, nunca no insucesso. No trabalho, ou em casa, pensar que vai ser bem-sucedido em vez de pensar que será derrotado. Quando se vir em face de uma situação difícil, pensar: “Eu hei de vencer”, e não “Provavelmente eu perderei”. Quando concorrer com alguém, dizer sempre: “Sou igual aos melhores”, e nunca “Ele me sobrepujará”. Quando surgir uma oportunidade, pensar: “Sou capaz deRead More

Felicidade: doação X recebimento

Há gente que tem a mania de pedir favores todos os dias a Deus, aos protetores; pedem tudo: saúde, bem-estar, felicidade, uma namorada, uma casa para alugar; tudo pedem. Mas eu pergunto uma coisa: “O homem dá?” Está aí uma coisa difícil: dar. Sim, o homem dá a morte ceifando plantas, atirando nos animais que vivem. É o que ele dá. As árvores são tão amigas que chegam a perfumar o machado que as corta. E os animais morrem vítimasRead More

Onde está a Verdade?

Que é a verdade? A verdade é o que a percepção dos nossos sentidos mostra ser a realidade. Todavia, é necessário não confundir verdade com realidade. A verdade, segundo a mitologia, mora no fundo de um poço, com um espelho. Não entendo muito bem por que o espelho no fundo do poço. A verdade anda nua. Quer isto dizer que nenhum de nós deve colocar o “manto diáfano da fantasia”; devemos dizer a verdade nua e crua. Mas, que éRead More

Hei de Vencer, por Arthur Riedel

Se olharmos um pouco para a história dos homens vencedores, encontramos ali um presidente Roosevelt, atacado de paralisia infantil, vivendo anos e anos quase sem saúde e dirigindo os Estados Unidos da América do Norte. Vemos Epicteto que foi escravo; Byron, que era coxo; Camões, cego e desterrado; Beethoven, surdo, cego e asmático; Walter Scott, coxo; Edison, surdo; Galileu, tendo consumido a vida em seus estudos de astronomia, de filosofia experimental, e sofrendo das infâmias da Inquisição, santo humilhado aosRead More

A Escola da Vida, Segundo Arthur Riedel

Muitos anos passados, em plena mocidade, fui acometido de uma crise nervosa que quase me levou a um sanatório de moléstias mentais. Apelei para os maiores clínicos, os maiores especialistas e estes nada resolveram. Das mãos dos médicos fui para as mãos dos charlatães, e depois busquei, no próprio espiritismo — sem nada encontrar — a solução para o meu sofrimento. Vizinho da loucura, caiu-me às mãos um livro de auto-sugestão mental, um livro do Prof. Emílio Coué.Li essa obraRead More