Dando ao Corpo o que lhe é Devido

Qualquer coisa que aumente, diminua, limite ou amplie o poder de ação do corpo, aumenta, diminui, limita ou amplia o poder de ação da mente. E qualquer coisa que aumente, diminua, limite ou amplie o poder de ação da mente, também aumenta, diminui, limita ou amplia o poder de ação do corpo. — Spinoza (1632-1677) Se você está experienciando sintomas estranhos que ninguém parece capaz de explicar, eles podem estar surgindo de uma reação traumática a um acontecimento passado doRead More

Introdução ao fantástico livro “O despertar do tigre: curando o trauma

Por mais de um quarto de século – metade da minha vida – tenho trabalhado para desvendar os vastos mistérios do trauma. Com frequência, colegas e alunos me perguntam como posso permanecer imerso num assunto tão mórbido quanto o trauma sem ficar comple- tamente esgotado. O fato é que, apesar de ter sido exposto a uma angústia de gelar os ossos e a um “conhecimento terrível”, me envolvi apaixonadamente e fui nutrido por esse estudo. O trabalho de minha vidaRead More

Despertando o Tigre: um Primeiro Vislumbre

O trauma era um completo mistério para mim quando comecei a trabalhar com ele. Minha primeira compreensão importante se deu de um modo inesperado em 1969, quando me foi encaminhada uma mulher, Nancy, que estava sofrendo de intensos ataques de pânico. Os ataques eram tão severos que ela era incapaz de sair sozinha de casa. Ela havia sido encaminhada por um psiquiatra que sabia de meu interesse em abordagens de cura que envolvessem o corpo e a mente (um campoRead More

O Trauma é Fisiológico

Tão certo como ouvimos o sangue em nossos ouvidos, os ecos de um milhão de guinchos noturnos de macacos, cuja última visão do mundo foram os olhos de uma pantera, têm suas marcas em nossos sistemas nervosos. — Paul Shepard A chave para curar os sintomas traumáticos em humanos está em nossa fisiologia. Quando confrontados com o que é percebido como uma ameaça inevitável ou avassaladora, os humanos e os animais usam a resposta de imobilidade. É importante entender que essaRead More