Perdoe e Viva Melhor

Clique no player para ouvir este conteúdo

Quando persistimos nos sentimentos de vingança e punição para com os outros, na verdade estamos alimentando um veneno mortal que faz adoecer, além da alma, nosso corpo. A perspectiva da vingança em nós pode ser comparada à confecção de um veneno que paulatinamente bebemos esperando que os outros morram.

Quem conhece o módus operandi cósmico sabe que todo e qualquer sentimento alimentado persistentemente se traduz em uma forma de energia muito poderosa. Boas emoções geram energias benéficas enquanto que os sentimentos depreciativos formam uma nebulosa de aspecto sombrio em torno de nós. E, não há sentimento mais negativo do que o ódio que se torna multiplicado pelo desejo de vingança.

Quando ficamos obcecados por punir os outros pelo que nos fizeram, reprisamos mentalmente o filme nefasto de algo que já passou e continuamos a nos castigar. Para nos libertarmos, precisamos perdoar, mesmo que isso não seja algo fácil, mediante as consequências que nos obrigaram a experimentar. É difícil perdoar e superar a dor que nos causaram mas é necessário que nos desvencilhemos rapidamente desse fardo se quisermos viver em paz.

Perdoe e seja feliz!

Perdoar significa desistir de permanecer alimentando mágoas e ressentimentos.

O perdão é um ato necessário quando se deseja viver livre das mazelas do passado. O não perdoar, por outro lado, equivale a se permitir uma autodestruição silenciosa que aos poucos vai minando sua força, seu entusiasmo e a sua vontade de viver.

Perdoe sempre!

Deixe que a balança cósmica retribua cada ato nefasto daqueles que o fizeram sofrer. O Universo, em sua suprema sabedoria estabelece a cada um a sua sentença. Nada que seja verdadeiramente mal ficará sem a justa retribuição cósmica, de acordo com a invariável Lei da Ação e Reação.

Você precisa reconhecer que nem sempre as pessoas agem com uma maldade sarcástica e sim, com uma ignorância crassa que as instiga a fazer um erro impensado.

Todo ser humano inserido neste mundo mediante uma vontade maior, está em processo de contínua aprendizagem. Nem todos têm uma consciência evoluída capaz de discernir o bem do mal. Portanto, não julgue e não tente punir.

Não pense em fazer justiça com as próprias mãos porque isso significa ignorância das Leis Universais. Quem conhece o mecanismo de ação do Universo sabe que cada ato se paga a si mesmo dentro de um padrão de equilíbrio cósmico que não julga, nem pune, apenas retribui.

Não existe um mediador atento que fica observando atos e fatos para lançar mão de uma vingança cruel. Mas existem leis invariáveis pré-estabelecidas mediante as quais toda causa produz um efeito. Assim, quem faz algo ruim, inevitavelmente haverá de experimentar os efeitos decorrentes disso. Ao mal, segue-se o mal. Ao bem, segue-se o bem.

Você pode até dizer que está cansado de ver o mal se perpetuar desenfreadamente no mundo ou que os corruptos estão gozando a vida, sem nenhuma punição. Mas, eu te asseguro que aquilo que você e eu vemos representa apenas a ponta de um grande iceberg. A vida é muito mais complexa do que possamos imaginar. Muitas coisas estão além de nossa compreensão porque vemos apenas o aspecto mais superficial da vida. Além disso, consideramos a existência atrelada ao ciclo da experiência física.

Há muito mais do que aquilo que vemos e observamos. Os verdadeiros sábios aprendem sempre por analogia e observando a maneira de agir do Cosmos e percebem que nada escapa à Lei.

Os antigos hebreus estavam certos quando diziam que a Lei de Deus é perfeita. O homem mais sábio daquele povo, chamado de “O Cristo” também tinha razão quando disse que tudo o que fazemos às escuras será visto e que até nossos cabelos estão contados.

Perdoe e se liberte do pesado fardo que o ressentimento impõe. O perdão traz paz interior e contentamento, gerando saúde, vitalidade e alegria de viver, enquanto que a mágoa alimentada pelo desejo de vingança atrai doenças, sofrimento, fracasso, angústia e dor.

Saiba que perdoar não significa aceitar o mal que o outro nos fez, mas não pensar em pagar na mesma moeda. O perdão tem mais a ver com o reconhecimento das limitações do outro e com as nossas já que ninguém é perfeito.

Na verdade, todos cometem falhas e erros de menor ou maior intensidade e qualquer julgamento que alguém faça, será sempre sob a sua perspectiva pessoal. Sempre que medimos algo, estamos utilizando a “nossa medida”. Por isso, todo julgamento humano é falho e limitado.

Ninguém, por mais evoluído que seja, jamais poderá dimensionar a consciência de outra pessoa sem limitá-la à sua própria consciência. Para julgar com retidão, precisaríamos vivenciar a experiência de que está sendo julgado, internamente. Como isso é impossível no estágio atual em que nos encontramos, somos “todos” incapazes de fazer qualquer julgamento.

Para finalizar este artigo, gostaria de frisar mais uma vez que “A Lei” é simplesmente o princípio de causa e efeito em execução. Acredite nisso e siga seu caminho na mais perfeita paz.

Não julgue nada, nem ninguém porque a sua visão será sempre limitada e falha. Deixe que o Universo trabalhe livremente. Siga seu caminho em paz, acreditando que a Justiça Divina é inexorável e que a balança cósmica não pende, nem para um lado, nem para o outro.

Ajude-nos a continuar disseminando gratuitamente ideias que edificam e inspiram. Faça a sua doação para o Projeto Academia do Aprendiz através do botão abaixo.

ESCREVA SEUS PRÓPRIOS DECRETOS DE PODER E NÓS OS TRANSFORMAREMOS EM ÁUDIOS PODEROSOS DE TRANSFORMAÇÃO PESSOAL. CLIQUE NA IMAGEM A SEGUIR E SAIBA TUDO.

 

 

 

LIVROS DO CRIADOR DA ACADEMIA DO APRENDIZ
Clique nas imagens para ler um trecho gratuitamente

Author: Francisco Ferreira, O Aprendiz

Francisco Ferreira, o Aprendiz, é terapeuta formado pelo Instituto Nefesh, Pós Graduado em Filosofia e Sociologia, com formação em PNL, Coaching, TFT, Cinesiologia Aplicada, EFT, Barômetro Emocional, dentre outros. Tem doze livros publicados, escreveu mais de quinhentos artigos de autoaperfeiçoamento e criou quinze métodos de desenvolvimento pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.