O que é Programação Neurolinguística

Clique no player para ouvir este conteúdo

Você já parou para se perguntar, por que algumas pessoas conseguem gerar resultados satisfatórios, e outras não? Quais são os fatores por trás de nossas ações? Por que algumas pessoas conseguem superar desafios, e outras desistem ao primeiro sinal de dificuldade? A Programação Neurolinguística (PNL) pode nos explicar quais são os fatores responsáveis por nossas ações físicas e/ou mentais. E o que devemos fazer quando nos depararmos com dificuldades que parecem bloquear nosso caminho.

A PNL nos ajuda entender como algumas pessoas geram resultados eficientes. Atrás de qualquer tipo de resultado, seja ele satisfatório ou não, existe um conjunto especifico de ações. Você pode utilizar as ferramentas da PNL para melhorar diversas áreas de sua vida, através de estratégias e técnicas realmente eficazes. Porém, antes disso acontecer, temos que realizar uma transformação pessoal. E você aprenderá o processo ao longo deste livro. Portanto, continue me acompanhando.

Além de ser uma excelente ferramenta de desenvolvimento pessoal, a PNL também é muito utilizada no campo da psicoterapia, comunicação, marketing, recursos humanos, ensino, direito, saúde, liderança, aprendizado. Por isso, a PNL é considerada por muitos especialistas, o estudo da excelência humana. A PNL é um modelo que engloba diversos outros modelos de pensamento cognitivo: podemos reaprender a pensar, ou seja, mudar a forma como pensávamos e com isso conseguir novos resultados mais atraentes.

Qualquer hábito limitante é resultado de um conjunto de crenças limitantes. Primeiro criamos nossas crenças, de acordo com as experiências que tivemos ao longo da vida. Nosso

cérebro registrou todas as experiências vividas por nós, em nosso subconsciente. Muitas vezes temos comportamentos limitantes, desenvolvidos em nossa infância. Acredite!

E para mudarmos esses comportamentos limitantes, temos que informar ao cérebro, que há novas maneiras de conseguir os mesmos resultados, com comportamentos mais elegantes, congruentes e ecológicos.

Com a PNL, você aumenta a percepção em relação a seu mundo, e também, o mundo das outras pessoas. De repente, você passa a perceber elementos em suas experiências diárias, que antes, talvez, você não os percebia de forma tão evidente. Quando isso acontece, tudo começa a ficar mais claro e fazer mais sentido. Você passa a compreender melhor, o comportamento das pessoas ao seu redor, além dos seus próprios também.

A cada dia, você tem uma nova descoberta. Como acontece este processo? Você passa a usar mais os seus sentidos. Você expande sua consciência. Você se torna capaz de interpretar situações da vida, de maneira mais positiva: mesmo em situações difíceis, você é capaz de encontrar significado positivo em suas experiências. Sim, por incrível que pareça, você consegue dar um novo significado para suas experiências, mesmo as desagradáveis. Apesar de nem sempre ser fácil, é possível.

A PNL pode ser aplicada em diversas áreas, e em diversas situações: cura de fobia, aprendizado, negócios, ensino, estabelecimento de metas e objetivos. A eficácia da PNL está no uso de processos (o passo a passo). Nós seres humanos, funcionamos através de estratégias. Pense nisso. Como aprendemos andar de bicicleta? Dirigir? Ler? Caminhar? Falar? Escrever? Nós aprendemos todas essas habilidades através de estratégias. Hoje, temos total domínio de uma série de habilidades. No entanto, tivemos que aprendê-las na prática, no dia-a-dia.

O mais curioso é que todos nós utilizamos estratégias para alcançarmos algum tipo de objetivo, por mais simples que ele seja. Aliás, quando o resultado de nossas ações, não corresponde às nossas expectativas, temos o que muitos chamam de “fracasso”.

Entretanto, podemos aprender com os nossos fracassos, e assim, mudarmos as estratégias para obtermos melhores resultados no futuro. Como muitos dizem: “O sucesso é um mau professor”. Quando temos sucesso em qualquer área de nossa vida (pessoal ou profissional), tudo é perfeito, e não há muito o que se aprender. Quando fracassamos, meditamos mais profundamente sobre as nossas ações, e, consequentemente, aprendemos mais com elas.

Há certas ocasiões em que fazemos tudo certo, e, mesmo assim, não obtemos um bom resultado. Às vezes, a estratégia que utilizamos, requer alguns ajustes. Se você estava buscando algum resultado e ele não saiu como esperado, cabe a você mudar sua estratégia. A maioria das pessoas desiste de suas metas e objetivos, quando as coisas não dão certo. Elas se esquecem que seus resultados derivam de um conjunto de ações. E se elas mudarem um simples elemento, um pequeno detalhe, elas alteram todo o resultado. O mesmo acontece, por exemplo, quando queremos discar para alguém, e discamos o número do telefone errado. Se discarmos 9 no lugar de 2, o que acontece? Alteramos todo o resultado.

No entanto, quando mudamos a nossa abordagem – nossas ações –, podemos mudar significativamente os nossos resultados. Não precisamos desistir de tudo, como algumas pessoas fazem em relação ao que desejavam alcançar. Ao invés disso, devemos mudar o tipo de estratégia que estamos utilizando, para obtermos os resultados que queremos. Você aprenderá como fazer isso neste livro.

Talvez você esteja se perguntando: “Mas afinal de contas, o que é Programação Neurolinguística?” O nome Programação Neurolinguística é composto por três ideias principais, que

explicam seu significado: Programação – um programa, neste sentido, é a codificação da experiência humana. Em outras palavras, um programa é composto por uma série de etapas, que tenta alcançar algum objetivo específico. Todo resultado alcançado, seja por você ou outras pessoas, é consequência de vários programas utilizados dentro de um contexto.

Nós utilizamos alguns programas de forma consciente ou inconsciente. Por exemplo, quando escovamos os dentes, tomamos banho, praticamos alguma atividade física, estamos utilizando um programa. Na verdade, temos um programa para tudo: escrever, ler, dirigir, praticar esportes, aprender, etc.

O interessante é que podemos executar certos programas no piloto automático, ou seja, de maneira inconsciente. Isso acontece quando escovamos os dentes, por exemplo. Nós já vivenciamos tantas vezes essa experiência, que ela acontece de forma automática, sem pensarmos no processo.

Nosso cérebro funciona de forma similar a um computador. Ao longo de nossa vida, vamos instalando diversos tipos de programas. Alguns desses programas são eficientes e nos auxiliam em diversas tarefas em nossa vida. Outros podem nos impedir de alcançar aquilo que realmente queremos.

Nosso trabalho então, é mudar os programas que estão nos impedindo de ir mais longe, como por exemplo: padrões de auto sabotagem, crenças limitantes, conflitos internos, medo e outras emoções negativas. Podemos programar a nossa mente e o nosso comportamento, para alcançarmos os objetivos que desejamos.

Neuro – a palavra neuro se refere ao nosso sistema neurológico. Nós usamos os nossos sentidos para interagir com o mundo. Quais são eles? Visão, audição, tato, paladar e olfato. Todas as nossas experiências ficam registradas em nossa mente consciente e inconsciente. Pois é desta forma que aprendemos e atribuímos um significado aos acontecimentos da vida. Muitas

vezes, não representamos as experiências como elas realmente são.

Podemos generalizar, eliminar ou distorcer informações de nossas experiências. A PNL nos oferece ferramentas, que nos ensina gerenciar o nosso sistema neurológico da melhor forma possível. A chave para o controle emocional, está no sistema neurológico. Aprenda a controlar o seu sistema nervoso, que você obterá resultados surpreendentes.

É preciso ficarmos atentos, para que nossas representações internas sejam as mais próximas da realidade possível. E o que é representação interna? A palavra representação significa apresentar novamente. A palavra interna significa, dentro de nós (ou que está dentro de nossa mente). Tudo aquilo que vemos, ouvimos e sentimos, nos causam um determinado efeito. Esses efeitos podem ser positivos, ou negativos. Depende de como interpretamos nossas experiências.

Ou seja, eu e você usamos os nossos cinco sentidos, para representar os acontecimentos a nós mesmos.

Linguística – nós seres humanos, usamos a linguagem para comunicarmos nossas experiências, uns com os outros. Através da linguagem, podemos aprender e ensinar. Existem dois tipos de linguagem: a linguagem verbal e a linguagem não verbal. Na linguagem verbal, nós utilizamos as palavras para nos comunicarmos.

Na linguagem não verbal, no lugar das palavras, usamos o corpo: gestos, movimentos e expressões faciais. Seu padrão de linguagem, verbal ou não verbal, é uma forma de expressão que transmite quem você é, e como pensa. Além disso, o seu padrão de linguagem pode transmitir muito de sua própria personalidade, que você possa imaginar.

Outras definições

A PNL possui ainda diversas outras definições, como por exemplo:
O manual de operação de como nossa mente funciona;
Uma ferramenta para modelar a excelência humana em qualquer área;
Uma poderosa ferramenta de comunicação eficiente e compreensiva;
Uma ótima ferramenta de ensino, e aprendizado;
Um minucioso estudo sobre o impacto da nossa comunicação verbal ou não verbal;
Uma excelente ferramenta para criar opções de mudanças pessoais e com isso gerar resultados atraentes para si mesmo;
Estudo de um conjunto de ferramentas pragmáticas que podem ser facilmente aplicadas em praticamente qualquer interação entre pessoas.

Do livro Guia Prático de Programação Neurolinguística, de Luiz Felipe Carvalho. Acesse o livro completo seguindo o link ao lado ou clicando na imagem a seguir.

Ajude-nos a continuar disseminando gratuitamente ideias que edificam e inspiram. Faça a sua doação para o Projeto Academia do Aprendiz através do botão abaixo.
Conheça os métodos de desenvolvimento pessoal do Aprendiz clicando nas imagem a seguir.

 

 

 

LIVROS DO CRIADOR DA ACADEMIA DO APRENDIZ
Clique nas imagens para ler um trecho gratuitamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.