O Fenômeno

Clique no player para ouvir este conteúdo

Você acredita em demônios, possessões, maldições e manifestações de forças sobrenaturais?

Independente da sua resposta ou das suas crenças pessoais, quero tecer alguns comentários a respeito. Obviamente, este artigo não estabelecerá um veredicto para essas questões tão complexas. O que quero é lançar uma visão mais elevada acerca da vida para que você compreenda que o poder que está em você é maior do que o mundo.

Há muito tempo, quando eu ainda era adolescente, presenciei a manifestação de um fenômeno além do normal quando estava em um cabeleireiro da minha cidade natal. Enquanto cortava meu cabelo, conversava amigavelmente com outros clientes que esperavam a vez até que de repente fomos surpreendidos por gritos de pavor e desespero vindos da casa que ficava nos fundos da barbearia. Corremos todos para ver o que estava acontecendo. Grande foi minha surpresa ao notar que o sofá da casa estava pegando fogo. Achei que tudo ia arder em chamas, mas logo um senhor de idade nos acalmou dizendo:

– Não se preocupem porque esse fogo não se espalha. É diferente. Já vi isso antes.

Quem dizia isso era o pai de uma mulher morena que permanecia imóvel num canto. Fernanda (nome fictício) era a jovem dona da casa a quem era atribuída a provocação de tal fenômeno.

Depois de controlado o fogo, seu Ovídio, pai da Fernanda nos mostrou outros locais onde o fogo já havia se manifestado. No guarda-roupas, no armário da cozinha e até no colchão. O mais incrível de tudo era a questão de as chamas não consumirem objetos tão inflamáveis.

Por curiosidade, acompanhei o caso acima por muitos dias pessoalmente, visto que eu não trabalhava na época. Vieram padres, pastores e paranormais. Cada um tentando aplicar metodologias específicas para solucionar o problema. Cada um dava sua explicação para o fenômeno, embasados em suas crenças pessoais e pesquisas e quanto mais eu sabia a respeito, mais confuso ficava. Algum tempo depois, estes fenômenos cessaram, mas minha curiosidade não.

Minhas dúvidas sobre a real causa daquele fenômeno ficaram martelando na mente por muitos anos e isso foi um dos principais estímulos que me levaram a adentrar pelos caminhos no autoconhecimento em 1989.

Muitos anos depois, quando eu já tinha adquirido a forte convicção de que tudo se devia à força da mente, presenciei uma manifestação de possessão pessoalmente. Estava eu trabalhando em meu escritório residencial quando de repente ouvi gritos histéricos vindos da casa ao lado. Corri para ver o que estava acontecendo. Chegando lá me deparei com uma cena grotesca. Cinco homens fortes tentavam segurar a Aninha(nome fictício), filha do meu novo vizinho. Enquanto isso, numa linguagem chula e um tom de voz totalmente distinto de sua fala normal, a menina disparava palavrões e xingamentos contra todos os que estavam por perto. O que mais me balançou foi quando, ao me aproximar, Aninha se dirigiu a palavra diretamente a mim, dizendo coisas que prefiro não mencionar aqui para que não haja más interpretações ou disseminação de medos infundados.

Aninha não estava me vendo quando me aproximei, tendo em vista estar sendo mantida presa pelos cincos rapazes com o rosto colado ao chão, virado para o lado da parede da sala. Mas ela percebeu quando eu me aproximei. Mais que isso: ela demonstrou saber muitas coisas a meu respeito e tentava me vencer psicologicamente, atacando meus pontos fracos. Mesmo diante dos insultos e ameaças, eu me aproximei, fiz uma oração pessoal em forma de mentalização enquanto as pessoas presentes rezavam o Pai-nosso em voz alta.

Minutos depois, a menina foi retornando à sua consciência normal, demonstrando não ter consciência do ocorrido. Fiz o que pude por ela. O primeiro passo foi levá-la ao pronto-socorro porque estava muito machucada de tanto se debater dentro da casa. Na volta, mais calma e lúcida, ela nos contou que isso sempre ocorria, mas que ela não se lembrava de nada depois. Sabia apenas o que os seus pais contavam.

Quem presencia um fato dessa natureza fica impressionado com a mudança que ocorre com a pessoa nesse estado, como: o aumento descomunal da força física, o olhar transfigurado, a alteração no tom de voz e a ampliação da percepção para além dos cinco sentidos físicos.

Pois bem!

Citei os fatos acima para demonstrar que existem estados alterados de consciência que provocam fenômenos além do normal. Já acreditei que a Parapsicologia tivesse me dado o veredicto acerca das causas de tais fenômenos. No entanto, hoje, com muito mais maturidade espiritual, prefiro respeitar as diferentes concepções acerca desses fatos, ciente de que há muitas coisas que estão além da nossa capacidade de compreensão e entendimento.

Escrevi tudo isso apenas para chamar a sua atenção para a realidade de que o poder que está em você é maior que toda forma de poder manifestada, seja ela de origem mundana ou algo além dos padrões convencionais. O que está dentro é sempre maior do que o que está fora e isso basta para afugentar o mal e estabelecer um reinado de paz em sua vida.

Deus está em você, esperando ser chamado para entrar em ação, prontamente. Nada pode ser maior que a Centelha Divina em seu íntimo. Acredite nisso e você poderá observar os fenômenos confusos de camarote. “Mil cairão ao teu lado, mas você não será atingido.”

Para finalizar o artigo, deixo para sua análise e meditação a conclusão da história da menina vítima do tal fenômeno de possessão:

Certo dia, enquanto eu estava assistindo a um filme, altas horas da noite, ouvi gritos histéricos vindos da casa ao lado. Era Aninha novamente sendo vítima de mais uma recaída. Permaneci assistindo o filme porque já estava até acostumado com aquilo. No entanto, a aglomeração de pessoas na rua e os gritos e xingamentos da menina me incomodaram um pouco. Saí fora pra ver e lá estava a pobre coitada no galho de uma árvore no quintal da casa, vivendo sua angústia existencial confusa. Voltei à sala e nesse instante, resolvi partir para uma reação pessoal e silenciosa. Entrei em estado de meditação e busquei contato com aquela força. Fechei os olhos e proferi as seguintes palavras:

– Seja o que for que aí estiver, saiba que não foi convidado pra fazer parte da minha vida. Isso está assustando meu filho e minha esposa e tirando meu sossego. Quero que todo esse mal se interrompa aqui e agora porque isso não faz parte da minha consciência de mundo. Obrigado!

O que aconteceu em seguida é digno de espanto. Em segundos após eu proferir estas palavras a menina caiu na grama desfalecida, sendo acolhida por seus pais. Curiosamente, dois dias depois quando cheguei do trabalho a casa vizinha estava vazia. Eles haviam se mudado sem sequer nos avisar.

CONCLUSÃO:O Poder que está em mim e está em você é maior do que qualquer poder que está no mundo. E, isso é suficiente.

Ajude-nos a continuar disseminando gratuitamente ideias que edificam e inspiram. Faça a sua doação para o Projeto Academia do Aprendiz através do botão abaixo.
CLIQUE NA IMAGEM A SEGUIR, CADASTRE-SE E COMECE A CRIAR SEUS DECRETOS DE PODER GRATUITAMENTE.

 

 

 

LIVROS DO CRIADOR DA ACADEMIA DO APRENDIZ
Clique nas imagens para ler um trecho gratuitamente

Author: Francisco Ferreira, O Aprendiz

Francisco Ferreira, o Aprendiz, é terapeuta formado pelo Instituto Nefesh, Pós Graduado em Filosofia e Sociologia, com formação em PNL, Coaching, TFT, Cinesiologia Aplicada, EFT, Barômetro Emocional, dentre outros. Tem doze livros publicados, escreveu mais de quinhentos artigos de autoaperfeiçoamento e criou quinze métodos de desenvolvimento pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.