É Preciso Ser Como Um Rio Que Fui

Clique no player para ouvir este conteúdo

É preciso ser como um rio que flui. Seguir a corrente da vida aproveitando intensamente o instante atual, que é mágico. Lembre-se: a vida não tem botão de replay.

Recentemente escrevi um artigo enaltecendo o trabalho do escritor Paulo Coelho. Quase que imediatamente meu e-mail foi inundado com mensagens às mais diversas. Como de costume, o nome do Mago causa frenesi, onde quer que dele se fale. Felizmente, a grande maioria dos meus leitores fizeram críticas construtivas. As poucas pessoas que criticaram a minha simpatia pelo autor, o fizeram por puro desconhecimento do profundo significado de sua obra.

O autoconhecimento é um caminho muito simples e, ao mesmo tempo, demasiadamente complexo. Isso porque as lições mais valiosas encontram-se escondidas e camufladas. Em outras palavras; Deus fala através de linguagem simbólica.

O Universal coloca suas lições nas entrelinhas da sabedoria secular. Por conta disso, muitas vezes é necessário, por exemplo, ler uma Sagrada Escritura de cabo a rabo por diversas vezes até se chegar ao ponto de entender verdades que estavam escancaradas desde as primeiras páginas.

Paulo Coelho é, dentre poucos, alguém capaz de desvelar o oculto, trazendo-o para o entendimento comum. Sua linguagem literária, extremamente simples, porém muito profunda, sinaliza atalhos capazes de trazer avanços significativos para todo aquele que busca a Luz.

Dentre tantos segredos desvelados à luz do conhecimento do escritor Paulo Coelho, há algo que aprendi e que levarei comigo para a vida toda: “aprendi a ser como um rio que flui”. Essa autodescoberta, estimulada pela obra do Mago, fez de mim um novo homem.

Em tempo, gostaria de frisar que, apesar de Paulo Coelho ter escrito um livro denominado “Ser Como o Rio que Flui”, a análise que faço agora abrange toda sua obra e não deve ser encarada como uma síntese do livro supramencionado.

Para todo aquele que aprende a ler a linguagem universal, até mesmo um rio pode se traduzir em uma Sagrada Escritura. Isso porque a determinação, a paciência e a persistência da água que busca o mar revela, para quem sabe ver, grandes segredos da vida.

Ao compreender a praticar a tática de agir como um rio que flui, descobri que não existe destino predeterminado porque o caminho é todo feito no andar, perante os desafios de cada passo.

Olhando para trás, percebo que a minha senda é única e intransferível. Mais que isso, tomo ciência de que a vida não tem caminho de volta e as trilhas por onde andei jamais poderão ser refeitas sob o mesmo ponto de vista. A caminhada ensina e faz crescer. Assim, por mais que eu tente retornar à mesma trilha, percebo que a aprendizagem será totalmente distinta, já que o conhecimento do caminho muda a gente por dentro e por fora.

Colete um copo de água das margens de um rio. Retenha-o por um pouco e devolva para onde veio. Seguramente, jamais será possível ajuntar de novo essa mesma porção de água. Assim é a vida. Cada momento é uma porção de água que, uma vez dispersa, não volta mais.

O instante atual é mágico e a sua magia deve ser aproveitada de forma intensa. Lembre-se: a vida não tem botão de replay.

Quando decidi ser como um rio que flui, optei por aproveitar a grandeza de cada momento e passei a aceitar a mudança e o novo como companheiros de jornada. Dessa forma, mergulhando no desconhecido que se desdobrava à minha frente, passei a agir com mais confiança e fé, ciente de que a corrente da incerteza é algo que pode fluir ao meu favor.

Quando eu decidi ser como um rio que flui, descobri o diabo, com “d” minúsculo, escondido em cada esquina do meu caminho, pronto para causar tropeços e outras traquinagens. Mas, também compreendi que Deus estava dentro de mim, fora de mim e por toda parte, e isso seria o suficiente.

Quando decidi ser como um rio que flui, esqueci as ofensas e as mágoas porque aprendi que o calendário se tornaria meu aliado se eu aceitasse a premissa de que Deus opera em um tempo distinto do meu, seguindo um padrão de justiça que não falha nunca.

Quando decidi ser como um rio que flui, aprendi a agir com serenidade e dei passos importantes, sem medo de errar, ciente de que todo erro é, de fato, um acerto, já que produz novas aprendizagens.

Quando decidi ser como um rio que flui, passei a dar importância para coisas mais preciosas como a serenidade e a paz interior. Descartei o supérfluo e o trivial e a minha alma se tornou alegre e meu jugo, mais suave.

Ao me tornar como um rio que flui, compreendi quem de fato eu sou, de onde vim e para onde vou. Descobri que é impossível reter o fluxo da vida mediante o medo, a autocomiseração e o temor. E, aprendi a mergulhar na corrente da incerteza, com confiança e entusiasmo.

Ser como um rio que flui significa não se deixar levar ou se abater pelas circunstâncias contrárias que a vida apresenta. É se tornar corajoso a ponto de mergulhar de vez na corrente do desconhecido e seguir o seu livre caminhar.

Segundo a irreversível Lei do Livre Arbítrio, cabe a cada um escolher o que deseja ser, fazer ou ter. Portanto, a escolha está em suas mãos, Aprendiz. A única objeção, de minha parte, consiste na instrução de que as suas escolhas sejam sempre embasadas nos preceitos cósmicos. Em outras palavras: siga o trajeto percorrido pelo seu Criador; o caminho do bem.

Como dizia, no seu bordão original, o grande, memorável e saudoso Roberto Bolaños, criador do seriado Chaves, encaminhado a outro plano da existência um dia antes de eu escrever este artigo: “Sigam-me os bons”.

Ajude-nos a continuar disseminando gratuitamente ideias que edificam e inspiram. Faça a sua doação para o Projeto Academia do Aprendiz através do botão abaixo.
CLIQUE NA IMAGEM A SEGUIR, CADASTRE-SE E COMECE A CRIAR SEUS DECRETOS DE PODER GRATUITAMENTE.

 

 

 

LIVROS DO CRIADOR DA ACADEMIA DO APRENDIZ
Clique nas imagens para ler um trecho gratuitamente

Author: Francisco Ferreira, O Aprendiz

Francisco Ferreira, o Aprendiz, é terapeuta formado pelo Instituto Nefesh, Pós Graduado em Filosofia e Sociologia, com formação em PNL, Coaching, TFT, Cinesiologia Aplicada, EFT, Barômetro Emocional, dentre outros. Tem doze livros publicados, escreveu mais de quinhentos artigos de autoaperfeiçoamento e criou quinze métodos de desenvolvimento pessoal.

2 Replies to “É Preciso Ser Como Um Rio Que Fui

  1. Estamos readaptando o site e logo retornaremos com a mensagem do dia, Larema, Muita luz, saúde, sucesso, abundância e paz pra você em 2015.
    Francisco, O Aprendiz

  2. Olá,meu comentário não é sobre o artigo,mas gostaria de deixar minha surpresa por não ter encontrado a mensagem do dia,na casa do aprendiz;já era hábito ligar o pc ,e acessar a mgs do dia.Espero que ,nesta nova versão do site,volte a mensagem do dia.Obrigado,Iarema Severo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.