Academia do Aprendiz

Há Doze Anos Desenvolvendo Habilidades de Alta Performance

Áreas do Site

Tag: outros

Uns multiplicam o pão, outros a fome

Caso queira considerar essas palavras no sentido literal tudo bem, mas há muitas formas de concretizar esses atos com a caridade ou a falta dela.

Da boa convivência, passando pela educação dos filhos ao comprometimento com o trabalho é possível multiplicar o pão.

Fome é a resposta do corpo dizendo que necessita de alimento para manter a vida.

Já ouviu falar que o homem morre de tristeza?

Não? Leia um pouco sobre nossos índios, na época da colonização. A fome de liberdade os consumia.

O pão também é um alimento que simboliza todo tipo de saciedade. Do corpo à alma.

O pão da liberdade alimenta o anseio de muitos corpos desnutridos e maltratados pelo impedimento de exercício do livre-arbítrio que Deus lhes Deu.

Continue lendo...

10 PASSOS IMPORTANTES PARA VENCER A DEPRESSÂO

Múcio Morais – Palestrante Motivacional – www.muciomorais.com – Tel. 31 3082-7271 palestras voltadas para motivação, comportamento, ambiente, empreendedorismo, vendas, liderança, gestão RH e temas relacionados ao desenvolvimento humano.

Todas as vezes que você passar por problemas difíceis e continuados se não tomar muito cuidado pode entrar num “ciclo de angústias”. Uma rotina de sofrimento terrível. Também conhecida como “Gostar de sofrer”. E o estado depressivo é justamente a acomodação neste ciclo.

Em minhas palestras pelo Brasil já fiz muitas referências aos meus tempos de dificuldades (que às vezes ainda voltam), passando apertos financeiros, dilemas familiares e necessidades em diversos níveis; sei também de outras pessoas que passaram ou estão passando por graves problemas de saúde, familiares, profissionais, sentimentais.

Pode ser que você, neste momento, esteja bem no meio de uma turbulência, e seria muito egoísmo de minha parte não compartilhar com você um pouco das ajudas que recebi e das atitudes que tomei para enfrentar aqueles difíceis anos de tendências à me entregar à tristeza e a depressão. Os meus 10 passos estão misturados e destacados à minha narrativa.

Você sobreviveria?

Você sobreviveria?
Antonio de Andrade *

Bang! A última coisa que você se lembra, ao abrir os olhos, caído em uma calçada, é de um forte barulho e de suas pernas fraquejarem, levando-o ao chão. Pelo relógio em seu pulso, você ficou algumas horas desacordado, caído no chão. Agora, ao se levantar, sente um silêncio opressivo. Nenhum barulho, nada! E nenhum movimento.

Olha ao seu redor e vê pessoas caídas, muitas pessoas e em todo lugar, nas ruas e avenidas há carros, caminhões e ônibus batidos uns nos outros, todos parados, num verdadeiro caos. Verifica as pessoas e constata que todas estão mortas, sem nenhuma pulsação. Olha nos veículos, alguns com os motores ainda ligados. Também neles, nenhum sinal de vida. Belisca você mesmo e – ai! – constata que não está sonhando, mas “vivinho da silva”, com seus 30 anos de idade.

O Conhecimento é um Motor Parado!

Vivemos numa sociedade de cultura competitiva e a vida acaba sendo mesmo uma grande corrida. Os anos de estudo são de preparação para sair ao circuito e o recebimento de um acúmulo de conhecimentos que vão carregando os neurônios para construir um motor que nos permita competir.

Um dia nos dão o título e este inclui uma qualificação que mede a potência do nosso motor.

Acabou neste momento o patrocínio (pai-trocínio) da família ou da bolsa de estudos e tudo o que temos pela frente é a nossa solidão e a nuvem de poeira do círculo profissional, já ocupado por muitos há anos e por outros que vão chegando à linha de saída. E muitos entrando.

Todo o conhecimento adquirido é nosso motor, nossa aptidão, mas, Continue lendo...

Globalização e o berço verde e amarelo

 

Globalização e o berço verde e amarelo
                                        (Antonio de Andrade *)

      Muita gente anda preocupada com a influência da globalização do mundo atual, levando a uma perda da identidade com aquelas coisas que têm algum significado para cada um de nós, em especial com o país onde se vive. As pessoas estão perdendo o amor pelo Brasil?

Coloquei neste artigo algumas idéias para despertar o amor pelo nosso país( e em paralelo, pelo país onde você vive). Que elas possam contribuir para sua reflexão, tirar suas próprias conclusões e em especial, que o levem a agir, realizando  ações para que haja alguma mudanças, para melhor, na sociedade onde todos vivemos.

Um grande abraço fraterno,

Continue lendo...

” PAIS, NÃO CHOREIS POR VOSSOS FILHOS “

Há pouco mais de 2.000 anos, o Verdadeiro Homem afirmou algo semelhante ao ver mulheres chorando, quando O viram com uma Cruz nos ombros, a caminho do calvário.
——————————————
Grande número de pessoas quando recorrem ao tratamento psicoterápico, fazem-no em busca da cura de seus filhos mentalmente enfermos. Como o organismo funciona como um todo; podemos dizer que eles estão psico e fisicamente enfermos. Quando um ou mais membros de uma família se desequilibra, quase sempre a família toda está enferma e o lar desestruturado, pelo comportamento doentio de todos ou quase todos, em decorrência da má educação e maus exemplos dados aos seus filhos pelos pais permissivos.
Os profissionais da saúde, principalmente os Psicólogos e Psiquiatras clínicos, em sua maioria, já se acostumaram com as constantes reclamações dos muitos casais que procuram a terapia, relatando as suas vicissitudes mentais, físicas, morais e financeiras, geradas pelo comportamento negativo de seus filhos e deles próprios.

Por que. no Natal, as pessoas mudam?

 

Prezado/a internauta

As pessoas começam a mudar quando chega a época do Natal. O que acontece com as pessoas? 

No artigo “Por que, no Natal, as pessoas mudam?” há algumas idéias para sua reflexão sobre essas mudanças. 

Que essas idéias contribuam para que faça desabrochar em sua vida características saudáveis e seja mais alegre e feliz, fazendo os outros também alegres e felizes.

Com um abraço fraterno,

Antonio de Andrade

Lorena, SP 

Por que, no Natal, as pessoas mudam?

Antonio de Andrade *

    Na época do Natal é comum observar mudanças significativas acontecerem nas pessoas. Essas mudanças são tão marcantes e visíveis que já no passado o escritor Machado de Assis chegou a exclamar: “Mudaria o Natal ou mudei eu?” 

Continue lendo...

Aprender

A vida é um aprendizado constante, se ficarmos atentos a tudo que se passa a nossa volta, aprendemos a conhecer o ser humano em toda a sua essência, mesmo que não consiga entende-lo, pelo menos acredito que se torna fácil conviver com ele.

Aprendi que vivemos tentando mostrar nossa capacidade, nosso valor aos outros, mas que realmente a pessoa mais importante que temos para provar alguma coisa somo nós mesmos, os outros podem ou não nos aceitar, temos que conquistá-los do jeito que somos e não ser uma máscara de nós mesmos.

Aprendi que o sorriso é uma forma de passar alegria, amizade, companheirismo, confiança e nos mostra o quanto a felicidade é feita de pequenos momentos passageiros, que quando são compartilhados, muitas vezes ficam eternos em nossa memória. Que poder contagiar o outro pela alegria, é mostrar o quanto precisamos dar e receber vida, para que possamos transformar pequenos gestos em grandes acontecimentos, é isso que nos faz acreditar que existe essa tal felicidade. Aprendi mais ainda que o mal humor só acrescenta uma coisa pra nós e para os outros : mais mal humor e aprendemos a dar cada vez mais valor a um simples sorriso.

Aprendi que a liberdade é uma das maiores lutas do homem e sempre que a conquistamos, precisamos ficar novamente presos a alguém, ou a alguma coisa, essa busca constante é um alimento para nossa fome de vida, sem ter nada para conquistar, não há porque viver.

Para um novo amanhecer de felicidade

A vida apresenta a cada ser humano situações nas quais ele pode estar sentindo-se muito bem, alegre e feliz, e outras situações nas quais não se sente tão bem. Se você não se sente bem a maior parte do tempo, consigo mesmo e com os outros, é provável que esteja almejando “um novo amanhecer” radiante em sua vida, onde possa reencontrar a alegria de viver e a felicidade tão esperada.

Se você está lendo este artigo é porque está vivo e esse fato já é um grande começo para um novo amanhecer em sua vida. É como diz um ditado chinês: “Uma grande caminhada começa com um passo.” Então, vamos lá! Comece a agir, dando o primeiro passo, para iniciar um amanhecer de um novo dia radiante em sua vida, enchendo-a de coisas boas. Você pode! Você consegue! E sabe por quê? Porque, desde o primeiro instante de sua vida você conseguiu, você venceu!

A Década da Esperança

A primeira década do novo século parece trazer bons fluídos para o Brasil e, em especial, ao Rio de Janeiro. Depois de algumas décadas de estagnação, esvaziamento econômico, político e social, a sensação que fica é de um carioca com a cidadania adormecida. É como se o povo deixasse de acreditar nos direitos básicos ou mesmo não houvesse deveres, algo do tipo: aconteça o que acontecer, não é problema meu. Imagem de um povo abatido e descrente nas ações das lideranças. Aliás, a sua maior riqueza e orgulho econômico, só podia mesmo vir da natureza e das profundezas do oceano: o Petróleo.

A “cidade maravilhosa” vem, nas últimas décadas, convivendo com infortúnios e perdendo espaço nas várias esferas. Aos poucos, os órgãos do Governo foram se transferindo Continue lendo...

Líder encorajador…

Uma das grandes habilidades do líder é encorajar sua equipe, para que se sintam fortes para enfrentarem as adversidades, conseguindo assim, reverter cenários altamente negativos em situações de vitória.

A pergunta que se faz então é: Como o líder deve encorajar sua equipe? Penso que o melhor caminho seja tratar as pessoas de maneira individual. Quando se faz comparações entre pessoas do mesmo grupo, surgem os ressentimentos, e estes por sua vez, favorecem a hostilidade. Devemos nos perguntar: Para que criar um problema maior do que aquele que já existe? Por que despertar reações exaltadas entre os integrantes de um mesmo grupo?

Continue lendo...

Os segredos do namoro e a felicidade a dois

 

 

No Brasil o dia 12 de junho de cada ano, é o Dia dos Namorados, comemorado em datas diferentes em outros países. Devia chamar-se Dia dos Enamorados ou Dia do Amor, já que é um dia para cada membro de um casal, lembrar do amor que tem pelo outro.

A realidade, porém, mostra que muitos casais esqueceram desse período bonito e gostoso da vida. Este artigo é apenas um simples lembrete para os casais, um incentivo para cada um fazer voltar tudo aquilo de bom que existiu na época do namoro, fazendo a vida a dois voltar a ser muito bonita, realizadora e cheia de felicidade. 

Essas idéias estão mais desenvolvidas nos meus livros, em especial no romance “Os Segredos de Fellicia”, Continue lendo...

Academia do Aprendiz © 2014-2017