Academia do Aprendiz

Há Doze Anos Desenvolvendo Habilidades de Alta Performance

Áreas do Site

Siga o Aprendiz no Facebook

Tag: motivação

Da garagem ao sucesso

“Existem três fases: impossível, difícil e feito.”
(Frank Crane)

O ano é 1975. A cidade é Cambridge. Dois jovens estudantes egressos de Harvard desenvolvem um sistema operacional para microcomputadores. Seus nomes são Paul Allen e William Gates, mais conhecido como Bill Gates. Anos depois fundariam uma empresa chamada Microsoft que viria, em 1981, a ser contratada pela IBM como fornecedora de software para seus computadores pessoais.

O ano agora é 1978. A cidade é Brasília. O país vive o início da abertura política com a revogação do AI-5. Ao som de Sex Pistols, Ramones e The Clash, dois jovens se conhecem e descobrem de imediato suas afinidades. Um é baterista e atende pelo nome de Felipe Lemos, ou simplesmente, Fê Lemos. O outro é baixista e guitarrista, e mais ainda, Continue lendo...

CGC-6. ESTRATÉGIA: você usa as ferramentas certas para ouvir seu cliente?

Antes da internet, a propaganda boca a boca era local e passageira.  O boca a boca on-line, ao contrário, deixa um rastro digital duradouro e possibilita milhões de clientes se comunicarem em tempo real. A boa notícia é que essas conversas podem e devem ser monitoradas pelas empresas e o melhor ainda é que, existem ferramentas gratuitas na internet que podem ajudar a fazer isso, são elas:

WEB: www.google.com.br,
BLOG: www.blogsearch.google.com.br,
VÍDEO: www.video.google.com.br e www.youtube.com,
FOTO: flickr.com.br e www.google.com.br/images.

Uma das ferramentas que achei mais interessante é o Google Alertas -http://www.google.com/alerts. Ao digitar, por exemplo, “Prof. Menegatti” e clicar em “visualizar resultados”, a ferramenta busca todas as atualizações que foram feitas, Continue lendo...

I Parte: Dicas básicas para enfrentar negociações difíceis…

I Parte: Dicas básicas para enfrentar negociações difíceis…

Existe uma história de um homem que deixou dezessete ca­melos para seus três filhos. Ele deixou metade dos camelos para o filho mais velho, um terço para o filho do meio e um nono para o filho mais novo. Os três tentaram fazer a divisão da he­rança, mas não conseguiram chegar a uma solução.

Os filhos pediram ajuda a uma velha sabia. Depois de estudar o problema, a sabia disse: “Vejam o que acontece se vocês pega­rem o meu camelo”. Assim os filhos ficaram com dezoito camelos.

O mais velho pegou a metade: nove. O filho do meio pegou um terço: seis. E o filho mais novo pegou um nono: dois. Nove com seis e mais dois é igual a dezessete. Sobrou um camelo, e eles o devolveram a sabia.

Todos nós já tivemos de enfrentar negociações difíceis com um chefe enfurecido, um cliente inflexível, um colega de trabalho ranzinza ou um adolescente insuportável. Sob pressão, mesmo pessoas simpáticas e sensatas podem transformar-se em pessoas intratáveis.

Nas próximas semanas, abordaremos dicas indispensáveis para que você possa examinar suas negociações por ângulos diferentes. Essas dicas foram retiradas de um dos maiores negociadores do mundo, William Ury diretor do curso de negociação em Harvard.

Sua empresa está precisando se reposicionar no mercado?

Então, veja se ela está apresentando os primeiros sinais de alerta: surgimento de novos setores, modelos de negócio, mudança de posicionamento de um dos principais concorrentes, perda de participação de mercado, pressão sobre as margens de lucro e desaparecimento dos clientes.

É preciso examinar primeiramente a causa e os efeitos reais para saber se são decorrentes da economia ou ineficiência interna, senão, chegou a hora de reposicionar a empresa!

A IBM tinha uma margem bruta de venda de computadores em 1980 de 35%, em 2000 era próximo de 18%.  A vantagem competitiva estava desaparecendo em virtude do crescimento das empresas de softwares. A IBM não se reposicionou e por isso, nunca se recuperou e teve que vender sua divisão de computadores pessoais para a Chinesa Lenovo.

Em Continue lendo...

Dicas para lidar com Brigas no Casamento…

Imagine uma situação em que marido e mulher estão a ponto de estourar um com o outro. Talvez um tenha tido um dia difícil no trabalho com muita cobrança de resultados, outro tenha dito algo que foi mal interpretado ou um filho adolescente que está tirando ambos do sério.

Eles chegam em casa e trocam poucas palavras, no quarto ficam deitados um de costas para o outro, o incômodo do silêncio aumenta a tensão.

Baseado nesse cenário do cotidiano quero, citar três dicas simples para você fazer nessa hora:

1.     Ouça a música favorita do casal.

2.     Olhe o álbum do seu casamento.

3.     Assista ao vídeo do nascimento dos filhos.

O som, a imagem irão invadir seus pensamentos, fazendo vocês se lembrarem das alegrias que tiveram juntos. Essas atitudes simples trarão a Continue lendo...

Discussão no trabalho?

Quem já estudou a biografia de Churchill sabe que ele era campeão em dar alfinetadas. Transcrevo uma que achei engraçada e muito malvada de “ambas” as partes:

Convite de Bernard Shaw, enviado para Winston Churchill: “Tenho o prazer e a honra de convidar o digno primeiro-ministro para a primeira apresentação de minha peça “Pigmaleão”. Venha e traga um amigo, se tiver.” B. Sahw.

Resposta de Churchill:

“Agradeço ao ilustre escritor pelo honroso convite. Infelizmente, não poderei comparecer à primeira apresentação. Irei à segunda, se houver.” W. Churchill.

Três lições que quero compartilhar com você:

1. BOCA: precisamos entender a diferença entre diálogo e discussão. Churchill e Bernard Shaw estavam discutindo, pois ambos estavam, sarcasticamente, Continue lendo...

I Parte: Segundo doce…

Em 1970 um professor do laboratório de psicologia em Stanford convidou crianças de 4 anos para fazer uma experiência. Primeiro elas tinham que responder: gosta de comer marshmallows? A resposta, como era de se esperar, sempre era sim. Em seguida, fazia uma oferta à criança. Ela poderia comer marshmallow imediatamente ou, se estivesse disposta a esperar alguns minutos, poderia comer dois quando o pesquisador voltasse. Praticamente todas as crianças decidiram esperar. Todas queriam mais doces.

O professor deixava a sala, mas dizia à criança que, se ela tocasse uma campainha, ele voltaria, e a criança poderia comer um marshmallow. No entanto, estaria abrindo mão do segundo doce.

A maioria das crianças não conseguia resistir à tentação açucarada por mais do que alguns minutos. Continue lendo...

Vencendo seus limites como líder…

Diante das provações, as pessoas melhoram ou pioram. Espero que sua opção como líder seja a de tornar-se uma pessoa melhor. Baseado nessa informação, separei algumas dicas para você:

·         Reserve um tempo, ainda hoje, para escrever todos os limites que você conhece em sua vida. Comece concentrando-se nas características interiores, que podem incluir qualidades de caráter, habilidades de liderança e capacidade de relacionamento. Então, prossiga para os limites exteriores, os quais podem estar relacionados com circunstâncias, idade e assim por diante.

Agora organize os limites em três categorias:

1. Limites que eu posso ampliar: planeje o modo como você vai abordar pessoalmente estas questões.

2. Limites que os outros podem ampliar: procure mentores que possam ajudá-lo Continue lendo...

Acredite em Você

acredite

Acredite em Deus, no seu anjo da guarda, em seu santo protetor e em tudo o mais que o faça se sentir bem.

Você não precisa alterar radicalmente as suas crenças, para alinhar-se à Fonte de todo o bem. No entanto, apesar de suas crenças já alicerçadas, amplie o seu conceito de fé: acredite em si mesmo e na superioridade das coisas boas e positivas, mesmo que as aparências pareçam demonstrar o contrário.

Um dia, bem adiante de onde você se encontra agora, perceberá que as aparências que a vida nos apresenta, representam apenas o início do fio de uma imensa teia de relacionamentos, que o Universo constrói com maestria e perfeição. Nesse dia, com a auto-estima lá em cima e a sensibilidade nas alturas, você verá uma harmonia absoluta que emerge Continue lendo...

Empresas Micromultinacionais…

Você sabe o que é isso? Por mais que sua empresa seja pequena e você esteja pensando que nunca se tornará grande e que também, dificilmente conseguirá exportar ou ganhar reconhecimento fora de sua área de atuação, é importante conhecer como elas atuam.

As micromultinacionais são constituídas por pequenos negócios que não precisam investir intensamente em ativos – instalações de fabricação, canais de distribuição ou sistemas de logística – em todo o mundo. Elas apenas utilizam os serviços prestados por empresas especializadas em transporte, logística e operações financeiras, a fim de que possam gerenciar as suas transações.

Tampouco precisam investir tempo, dinheiro e esforço gerencial para comercializar seus produtos e serviços. Graças a Internet, as redes Continue lendo...

II Parte – Pilares para o sucesso profissional…

Curiosidade Estratégica: a curiosidade abre caminhos para o aprendizado e novas oportunidades. Certa vez perguntaram a Michael Dell, fundador da Dell, qual era a sua grande motivação. “O que me motiva é a curiosidade, pois há sempre um modo melhor de fazer as coisas. Eu apenas tento descobrir qual é”, respondeu ele, lembrando que comprou seu primeiro computador Apple quando tinha 15 anos. “Não resisti à curiosidade e abri para descobrir como funcionava. Foi quando percebi que poderia tornar o computador melhor comprando meus próprios componentes.”

Invista no que conhece: use seu trabalho para alcançar o sucesso financeiro, em vez de buscar o enriquecimento por outras vias. Conheci alguns executivos, empresários que eram altamente eficazes nas suas áreas Continue lendo...

Academia do Aprendiz © 2014-2017