Academia do Aprendiz

Há Doze Anos Desenvolvendo Habilidades de Alta Performance

Áreas do Site

Desapego Que Liberta

Agora você pode ouvir todos os artigos da Academia do Aprendiz através do player abaixo.

O apego é um dos fatores que mais traz dor e sofrimento. Por isso, é necessário aprender a cultivar um sentimento de autoestima e autoconfiança capaz de nos libertar das amarras desse sentimento inferior que deteriora a alma. Pratique o desapego com frequência, tomando consciência de que todas as coisas vem e vão, deixando apenas o aprendizado como fator de evolução e aperfeiçoamento pessoal.
Somos resultantes de uma sociedade egoísta que vê na posse um fator de segurança. Por isso sofremos, já que apesar de tanto esforço, não podemos controlar tudo à nossa volta. Tal tentativa só vã só gera frustração, sofrimento e dor. Então; desapega!
O apego sempre gera bloqueio, estagnação e perda porque dissipa enorme quantidade de sua força vital. Abrir mão daquilo que não lhe serve mais significa poupar grande quantidade de energia que poderá ser utilizada para propósitos mais elevados, tais como: estudar, pesquisar, aprender coisas novas, crescer e fazer o mundo à sua volta evoluir junto contigo.
No campo dos relacionamentos, o sentimento de posse causa dor e sofrimento porque a maioria das pessoas confundem o apego com o amor, o que não tem nada a ver. Quem ama de verdade, não cerceia a liberdade do outro. O amor real liberta e gera confiança e autoconfiança enquanto que o apego enclausura e gera o ciúme, a desconfiança e o medo. Perceba a diferença e aprenda a redefinir seus relacionamentos, tornando-se livre do pesado fardo construído pelo sentimento de posse.
No campo social, o sentimento de apego às coisas materiais é causa de toda sorte de males, como: a fome, a guerra, a ganância e a exploração do homem pelo homem. Para adquirir o falso conforto trazido pelo sentimento de posse o homem mata, engana e corrompe. Somente no fim das contas, percebe que o vazio da alma não pode ser preenchido com coisas tangíveis. Mas aí já é tarde demais.
Praticar o desapego não significa que você deva se desfazer dos bens que possui. No entanto, é preciso reconhecer que usufruí-los não significa possuí-los. Tome consciência de que tudo o que você tem não é seu. As coisas materiais que estão em seu poder não serão suas para sempre. Você apenas as tomou emprestadas por um tempo e as mesmas só terão valor real se forem utilizadas para o seu bem-estar pessoal, bem como daqueles que estão à sua volta.
Desapega!
É necessário abrir mão de tudo o que não lhe serve mais. Isso implica em se livrar das coisas que o prendem ao estado atual, bloqueando o processo evolutivo no qual você foi inserido quando adentrou neste plano da existência. Saiba que tanto o sentimento de posse quanto o sentimento de perda, aniquilam o entusiasmo, fator essencial para sua evolução física, mental e espiritual. Ambos são originados do apego emocional exacerbado que bloqueia o fluxo do crescimento planejado para você desde a fundação do mundo. Pare por um instante e analise sobre tudo o que você precisa abrir mão para viver melhor, sem tensão ou ansiedade. Liberte-se das coisas, libere as pessoas à sua volta e você estará se livrando de um pesado fardo que restringe a sua caminhada rumo ao aperfeiçoamento pessoal. Para isso, faça as seguintes perguntas para você mesmo: Do que eu preciso abrir mão neste momento a fim de que me sobre energia para aproveitar melhor o presente? O que eu preciso soltar e deixar ir para que sobre mais tempo de cuidar de mim?
Desapega!
O apego gera o sentimento de posse que pode desencadear uma série de fatores indesejáveis como o autoritarismo, gastrite, dor de cabeça, estresse, medo, insegurança, taquicardia etc. A longo prazo, gera pressão alta, infarto, depressão, câncer e inúmeras outras enfermidades. Abra mão de querer estar no controle de tudo. Opte por trabalhar o autocontrole que gera autoconfiança, entusiasmo, fé e autoestima. O desapego fará com que você se sinta mais vivo com toda essa energia que sobra, fortalecendo sua criatividade e ativando a intuição que produz a vitória desvinculada da necessidade de competir e vencer o outro.
Eu sempre digo e continuarei afirmando que ninguém precisa perder para que você ganhe. Substitua a filosofia da competição que gera o apego pela ideia de que ao crescer, tudo à sua volta cresce contigo.
Ao obter mais da vida, você pode se acomodar e se contentar com o profano sentimento de posse e assim desencadear o processo de mortificação da alma. Mas também poderá optar por agir com o propósito de que tudo o que esteja em seu poder colabore para a evolução do mundo. A escolha, como sempre, está em suas mãos.
Não é preciso se livrar dos bens materiais que você possui, nem eliminar seus desejos de progresso, expansão e prosperidade para vivenciar o desapego, pois mesmo a riqueza material pode se tornar algo abençoado quando, além de promover seu bem-estar, contribua para o crescimento dos outros.
O desapego faz com que você usufrua das coisas do mundo sem se sentir preso a elas. Significa saber que você não é dono de nada, apenas possui direito de usufruto, por um tempo determinado. No campo emocional, significa reconhecer que ninguém é de ninguém, mas existem pessoas que escolheram viver ao seu lado porque gostam de você e, enquanto houver sentimento recíproco, elas estarão contigo.
Desapega!


Direcionando Sua Atenção Para Lado Bom de Todas as Coisas

 

Assista Mais Quinze Vídeos Gratuitos de Autoaperfeiçoamento do Aprendiz Clicando Aqui

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Academia do Aprendiz © 2014-2017